Português Italian English Spanish

Sistema Simepar vai instalar 50 novas estações hidrometeorológicas no Estado do Paraná

Sistema Simepar vai instalar 50 novas estações hidrometeorológicas no Estado do Paraná


Na foto a estação hidrológica instalada na ponte do Rio Chopim

O Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a utilizar com mais regularidade a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) e instalará, até o fim de 2021, 50 estações hidrometeorológicas com dois sensores inteligentes diferentes – um para nível de água e outro para nível de chuva. 

A ideia é modernizar e ampliar a rede de cerca de 300 estações que coleta os dados da natureza e aumentar a qualidade de transmissão em tempo real à sua central de operações.Um exemplo de melhoria é o alerta de evento meteorológico severo. O sensor poderá indicar com mais precisão as áreas a serem afetadas por uma tempestade, um alagamento, descargas atmosféricas ou uma ressaca, disparando sirenes localizadas.

Projeto-piloto 
O projeto da modernização de 50 estações hidrometeorológicas, no entanto, usa como base os resultados de um projeto-piloto de monitoramento inteligente da água feito na barragem localizada no Rio Teles Pires, no Mato Grosso. Nesse Estado, cinco estações IoT monitoram temperatura da água, condutividade, turbidez, oxigênio dissolvido e total de gases, entre outras variáveis, com transmissão dos dados a cada minuto.Na nova ponte do Rio Chopim, entre os municípios de Verê e São João, foi instalada uma estação hidrológica para verificar o nível do rio e outras informações que são repassadas automaticamente à central do Simepar, em Curitiba. A parceria foi firmada entre o Simepar e a Copel. 

AEN

Foto Jornal de Beltrão: A estação hidrológica instalada na ponte do Rio Chopim.