Português Italian English Spanish

Força Nacional se integra às forças policiais da região Oeste no combate à criminalidade.

Força Nacional se integra às forças policiais da região Oeste no combate à criminalidade.


Os 80 policiais enviados pelo Ministério da Justiça chegaram a Foz do Iguaçu e vão reforçar a fiscalização e o policiamento da região da tríplice fronteira.

Além desse reforço, 25 policiais militares que atuavam em presídios vão voltar às ruas.

A partir de segunda-feira (06/12) todo o efetivo de policiais da Força Nacional será redistribuído nos pontos críticos de fronteira e de maior movimentação de pessoas, como é o caso da Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, da Ponte Ayrton Senna, em Guaíra, e nas imediações das cidades de Icaraíma e Alto Paraíso, que também entraram no planejamento. Os eixos comerciais das ruas serão alvo da Operação que será chamada de Sete Quedas.

Estes profissionais vão trabalhar em conjunto com as forças policiais da região de fronteira (14º Batalhão de Polícia Militar, Batalhão de Polícia de Fronteira, 7º Batalhão de Polícia Militar, 25º Batalhão de Polícia Militar, 6ª Subdivisão da Polícia Civil, 16.ª Delegacia Regional de Polícia Civil, e demais unidades do DEPPEN das cidades da fronteira) cada um no seu papel, porém com ações intensificadas e em colaboração.

A região da fronteira do Paraná, composta por 139 municípios, tem sido utilizada como entrada de contrabando e tráfico de drogas no estado. De janeiro a setembro de 2021, foram apreendidas 156 toneladas de maconha, o que representa mais de 70% da droga apreendida no estado, pelas forças estaduais de segurança na região Oeste.

Assim, a Secretaria da Segurança Pública (SESP), juntamente aos demais órgãos federais e municipais, tem desenvolvido diversas ações para minimizar todos esses problemas de contrabando, comercialização de armas e tráfico de drogas e a Força Nacional chega para contribuir na execução deste planejamento.

Na solenidade de Foz do Iguaçu também foi anunciado que, a partir deste mês, os 25 policiais militares que atuavam nos serviços de administração, trabalhos de guarda e escolta nos complexos prisionais, retornarão ao efetivo policial militar nas ruas de Foz do Iguaçu, conforme rege sua atividade fim. Com isso, o policiamento preventivo será reforçado.

O comandante do 14º Batalhão da PM (Foz do Iguaçu), major Adelar Davies, ressaltou, durante o encontro, que os policiais do batalhão retornarão para cumprir seu papel rotineiro de policiamento nas ruas. “Cumprida a missão de apoio ao DEPPEN, nossos policiais recebem um novo objetivo, retornar ao patrulhamento ostensivo e garantir que todos os cidadãos que venham frequentar a Tríplice Fronteira sintam-se seguros ao caminhar pelas ruas”, disse.

O retorno às atividades cotidianas destes policiais militares se deve ao novo regramento estabelecido pela PEC 104/2019, que faz a Constituição Estadual acompanhar a legislação federal, visto que o antigo Departamento Penitenciário do Paraná (DEPEN), alcançou o nível de autonomia das demais polícias ao tornar-se Departamento de Polícia Penal, conforme PEC 01/2021 e assumir suas atividades, entre elas a escolta.  (Fonte: AEN)

Editor: Jota Ribeiro e equipe Sudoeste Online (46 99942-0442)   -E-mail: massasudoeste@gmail.com  -  divulgação no site, FanPages e grupos de whattsApp.

Apoio: Ampernet, CODEFOZ, AMN, Ótica Cristal, Rede Brava de Farmácias, Junsoft, Cresol, Lodi Store, Hotel Resort Águas do Verê, AEN, Pousada FECEP Guaratuba,  Somos Fronteira, Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention, Inglês Athus, Sicoob,Imobiliária Casa, Maqgil.